Translate

Frase(reflexão) do mês

Amando a Deus e ao próximo, a vida se torna muito mais que uma breve existência sem sentido .
Hans Joachim

"Esporte é Vida, Jesus Cristo é Vida Eterna "
" Sport is life Jesus Christ is eternal life "

segunda-feira, 16 de março de 2009

Relato de minha participação na Prova Pedestre Gen. Salgado - Taubaté-SP

XXIV Prova Pedestre General Salgado - Taubaté –SP

Data 15/03/2009 9:00hsLocal : Taubaté - SP

Minha 27ª corrida

Distância : 10kmTempo: 56:07 líquido. Pace: 5:28

Clima : Nublado , mas abafado.



Valor da inscrição : R$25,00 + R$3,00(taxa de serviços - internet)

Colocação: Geral 645º ( de 899 ) Categoria 89º ( de 119 )

Medalha :


Camiseta :


Relato:


Confesso que minha expectativa para essa corrida era muito boa. A noite de sono não foi das melhores já por conta da ansiedade e o friozinho na barriga apesar de eu já não ser tão novato nas corridas, ainda acontece.
O tempo nublado do domingão ajudava ainda mais a melhorar minha expectativa com relação a corrida. Afinal esta prova seria a segunda meta do ano a ser atingida (baixar o tempo em relação a mesma prova do ano passado). No entanto algumas mudanças ocorreram, o percurso não seria o mesmo do ano anterior e então pensei em além de baixar o tempo na prova, iria tentar bater o recorde pessoal mundial nos 10 km, alcançado na prova de Mogi das Cruzes há poucas semanas atrás e que havia ficado em 54h39min.
Com esses objetivos em mente segui para Taubaté. Cheguei cedo em frente ao batalhão da PM, estacionei tranquilamente e segui rumo a avenida do povo, onde seria dada a largada. No trajeto encontrei com o Paulo Gallo de S.José dos Campos, como sempre bem animado e pronto para correr os 5km.
Na avenida do povo, o clima de festa era contagiante. Corredores de vários lugares, alguns se aquecendo , outros tirando fotos, outros rindo, enfim aquele ambiente gostoso.
Cumprimentei e conversei rapidamente com os amigos que encontrei , deixei minhas coisas no guarda volumes e fui me preparar ( alongamento e trotes leves ) , até o momento de alinhar para a largada. Percebi que havia um tapete na largada o que me deixou mais tranqüilo pois com a cronometragem do tempo líquido eu não precisaria sair muito na frente e correr riscos com o normal tumulto da largada.
Momentos antes da largada deu tempo de cumprimentar os voluntários que iriam participar da caminhada com o grupo Avape. Este grupo faz um trabalho com pessoas portadoras de deficiência mental leve. E foi muito bacana vê-los participando do evento.
Segundos antes da largada como sempre fiz uma oração relâmpago e a sirene da largada soou.
Comecei a prova bem tranqüilo. Logo na primeira subidinha houve a separação dos atletas de 5km e 10 km o que não significou de imediato a dispersão total de atletas.
Neste trecho o Fabio Namiuti me encontrou, nos cumprimentamos e trocamos algumas rápidas palavras. Tentei acompanhá-lo, mas logo ele disparou e achei melhor me poupar um pouco, pois ainda estava no início da prova. Fechei o km1 em 5:12 e estava satisfeito, correndo de maneira confortável. A continuar nesse ritmo e com um bom sprint no último quilômetro me daria o recorde esperado.




Eu estava confiante, havia feito treinos fortes de “tiros”, musculação, longos durante as últimas semanas. O km 2 foi feito em 5:08 e continuava bem, veio o km 3 a 5:17 e aí surpreendemente não consegui mais manter o ritmo. Passamos pelo centro de Taubaté , não havia subidas, mas inexplicavelmente as pernas começaram a pesar e o sofrimento foi até o final. O km 4 foi feito em 5:31 e o km 5 em 5:41. Nem os postos de água abundantes na prova resolviam o problema. Já perto do km 5 encontrei com o Renny, corredor experiente que normalmente faz as provas de 10km na casa dos 40 e poucos minutos , correndo em um ritmo bem abaixo do seu normal. Alinhei-me com ele trocamos algumas palavras, mas quando chegou na placa dos 5km ele pediu licença e se mandou. Percebi que a estratégia dele era fazer os primeiros 5km,leve e os 5km finais , forte. Não consegui nem esboçar uma tentativa de acompanhá-lo. Já estava vendo a prova comprometida e até com receio de ter que andar. O km 6 fiz em 5:40 e já estava ficando conformado em manter esta média até o final.Mas os km 7 e 8 foram bem sofridos e as parciais de 6:03 e 5:58 foram desastrosas. De quebra ainda havia uma subida próxima ao km 9 que derrubou muita gente. Consegui avançar sem andar em nenhum momento e segui tentando pelo menos evitar uma catástrofe total e o último km foi feito em 5:40 , o que não permitiu a quebra do recorde mundial pessoal, mas pelo menos o recorde pessoal na prova.
Senti-me meio decepcionado. Tive a sensação e a convicção que poderia ter sido melhor. No entanto estou satisfeito, não tive lesões, não passei mal, cheguei e agradeci a Deus quando cruzei a linha de chegada.
Começo a entender que há dias que estamos bem e fazemos proezas inacreditáveis, mas há dias em que tudo parece estar bem e de repente, inexplicavelmente a “maionese desanda”.
O esporte é isso, alegrias, euforia, mas também tristezas e frustrações.
Uma das virtudes do atleta é saber lidar com essas emoções e tirar lições delas para a vida.



Eu junto ao pessoal do Programa Qualidade de Vida do Inpe após a corrida

Avaliação: Notas de 0 a 10 .


Inscrição: R$28,00 : Acredito que é um valor justo, mas ainda assim poderia ser mais barato. Nota 9
Acesso : Tranquilo, fácil e seguro para quem chegou com antecedência: Nota 9.
Largada: Pontual , porém poderia haver separação entre 5km,10km e caminhantes. Nota 7
Hidratação: Excelente. Perdi a conta de quantos postos de hidratação havia. Nota 10
Percurso: Plano,muito bom. Passar no centro de Taubaté foi muito legal. Nota 9
Sinalização: Muito boa. Visualizei todas as placas e a sinalização no chão na separação dos atletas de 5 e 10km. Nota 9.
Segurança/Isolamento: Excelente, também uma prova organizada pela PM tinha o dever de ser perfeita neste aspecto e correr no centro de Taubaté com aquelas ruas apertadas exigia um total controle do trânsito. Corri sem preocupação nenhuma com os carros. Nota 10.
Participação do Público: Apesar de haver um bom público no centro, na praça Santa Terezinha e outros lugares, a participação aconteceu mesmo só na largada e na chegada. Nota 5.
Chegada/ Dispersão : Razoável . O acesso ao pátio do batalhão é um pouco estreiro e algumas pessoas insistiam em estacionar no caminho . Nota 7.
Entrega dos kits pré prova: Tranquila. Nota 10.
Entrega dos kits pós prova: Sossegada: Nota10.
Qualidade dos kits: Muito boa , teve até alguns chocolates, torrone, iogurte. Nota 10.
Camiseta: Gostei. Bonita. Mais uma vez felizmente havia tamanho GG . Só ficou meio são paulino (bambi) o detalhe de alguns prateados nas letras. Nota 9.
Medalha: Muito bonita, com data da prova, mas prá tirar um 10 ficou faltando a informação do percurso como sempre cobra e com razão o corredor Fabio Namiuti. Nota 9.
Sanitários: Não precisei usar, mas parece-me que este ano foram suficientes. Sem avaliação.
Guarda-volumes : Seguro e rápido na entrega. Nota 10.

Gostei: Do ambiente da corrida, do número de participantes , do número de postos de hidratação.

Não gostei: Do meu desempenho na prova.

Agradecimentos : JESUS CRISTO, a ADC Inpe de São José dos Campos e ao portal agoravale.com.br

álbum de fotos

9 comentários:

  1. Orlando, boa tarde.
    Eu também corri, mas somente os 5 km. Foi minha primeira corrida. Como você conseguiu saber sua classificação?

    ResponderExcluir
  2. Meu amigo Orlando, prazer em reencontrá-lo, mesmo que rapidamente, em mais esta corrida. Parabéns pela sua participação, pelo excelente relato e avaliação do evento e, por que não, também pelo seu resultado, que se não foi condizente com o esperado por você, também não é motivo nenhum de demérito. Concordo plenamente contigo: tirando um ou outro "fenômeno do esporte", para a maioria de nós tem mesmo o dia da maionese desandar. A minha, por sinal, escapou por pouco ontem, hehehe ...

    Um abraço, boa semana e até a próxima !

    Fábio
    http://fabionamiuti.hd1.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá Orlando, tudo bem !?
    Valeu por ter visitado o meu blog bmw-runner.blogspot.com, deixo aqui meus parabéns pela sua vigésima e tanta prova e realmente até hoje o friozinho na barriga pega né rs. Isso cara, tem dias que a coisa pesa, até atletas de elites tem disso, o mais importante é não desistir... como faz por exemplo o Franck Caldeira, é persistir até o final e não desanimar, pois nada melhor do que uma prova após a outra rs. Bons treinos. Um abrx.

    ResponderExcluir
  4. Grande Orlando! Muito legal reencontrá-lo! Parabéns para nós por mais uma etapa concluida! Um grande abraço e até as próximas corridas se Deus quiser!

    ResponderExcluir
  5. parabéns pela prova! gostei da medalha e da camisa.

    ResponderExcluir
  6. Francisco SL MOura20 de março de 2009 10:27

    Grande Orlando!!
    O que importa é a possibilidade e a alegria de poder participar de qualquer atividade esportiva que se gosta, seja ela qual for.
    Resultados...meu amigo é o de menos!
    Lembre-se " Corpo são mente sã".
    Abraços.

    ResponderExcluir
  7. Medalha no peito é uma sensaçao deliciosa, hein!?

    Abs, amigao!!!

    ResponderExcluir
  8. Parabéns Meu amigo !!! Show de Bola a Medalha e a Camiseta ...Essas provas são ótimas !!!


    Sucesso sempre !!!!

    ResponderExcluir